O acidente aconteceu por voltas as 18h, quando um batelão, ancorado no Rio Juruá, na região do Miritizal, contendo tambores de combustível, explodiu e começou a pegar fogo. Dezessete pessoas ficaram feridas. Duas precisaram ser levadas para a UTI do Hospital Geral de Cruzeiro do Sul.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e a ação imediata. A operação durou  cerca de 40 minutos e envolveu toda a guarnição de Combate a Incêndio e Salvamento do Batalhão do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro, que interviu para fazer a contenção do fogo e eliminar todos focos de incêndio.

Depois de receberem os primeiros socorros, os feridos recebem agora os cuidados  necessários na unidade hospitalar

Em Rio Branco, o comando da corporação também foi informado e acompanha a ação dos bombeiros em Cruzeiro.

O Subcomandante- Geral, Cel. Velasquez, chama a atenção para a necessidade de intensificar a fiscalização. “Estamos notificando a Marinha para que intensifique a fiscalização de modo a evitar que esse tipo de ocorrência volte a acontecer”.

De acordo com Veslasquez, esse tipo de acidente, tecnicamente chamado Incidente com Muitas Vítimas (IMV) não é comum  na região. “ É uma situação em que é necessário atender muitos feridos ao mesmo tempo. A chegada de 10 ou 20 pessoas feridas numa unidade hospitalar é algo que altera toda rotina de atendimento. No caso de Cruzeiro, felizmente, a estrutura e o pessoal deu conta de atender. Mas é algo para o qual nós realmente precisamos estar bem preparados”, lembrou.

Fonte: Notícias do Acre